Inspiração

Como encontrar um trabalho significativo: comece fazendo as perguntas certas

- 26 de fevereiro de 2015

“Como nós vivemos nossos dias, é como nós vivemos nossas vidas.” -Annie Dillard

Texto publicado originalmente no site Good:

A mentalidade tradicional, muito inspirada no “American Dream” nos ensina desde muito cedo que temos que crescer, ir para a faculdade, encontrar um emprego com um bom salário que nos permita sustentar uma família, se aposentar aos 65 anos, para então termos cumprido nossa missão de vida.

Há um pequeno problema com essa mentalidade: ela não leva à realização. Uma pesquisa sobre satisfação no trabalho feita em 2013 pelo Instituto Gallup mostrou que mais de 70% dos trabalhadores americanos não se sentem engajados e satisfeitos com seus trabalhos. Quase um quinto dessas pessoas estavam tão descontentes que estavam conscientemente falando mal do trabalho de seus colegas!

Acho que esse sentimento de falta de propósito no trabalho decorre do nosso fracasso como sociedade em incentivar as pessoas a se fazerem perguntas simples, mas que muitas vezes não tem respostas simples como: Quem sou eu? O que eu quero? Por que estou aqui? O que eu quero para o mundo? Qual é o meu propósito? Por quê?

Ao longo dos últimos dois anos, perguntei a muitos dos meus amigos mais jovens por quê eles queriam fazer o que queriam fazer, e nenhum deles respondeu: “ganhar muito dinheiro para que eu possa comprar coisas legais”, “ser dono de uma empresa para que eu possa ter muito poder”, ou ” fazer o tempo passar o mais rápido possível, fazendo o menor esforço possível, para que eu possa me aposentar dentro de 40 anos”.

Ao invés disso, eles disseram coisas como: “Eu quero ensinar adolescentes urbanos a como evitar dívidas e virarem empresários bem sucedidos”, “Eu quero inspirar jovens a pensarem que podem ser engenheiras, e não bonecas Barbie”, “Eu quero ensinar crianças como cultivar os seus próprios alimentos “, e “eu quero assegurar que as grandes corporações reduzam sua pegada de carbono.”

Em vez de esperar pela aposentadoria, os millennials estão se perguntando qual é o seu objetivo, e eles estão determinados a encontrar oportunidades e organizações e que compartilhem seus sonhos.

Existe um monte de livros sobre como encontrar um trabalho significativo e a maioria deles nos pede para determinar nossa vocação na vida. Esses livros me assustam muito. Ao contrário, o livro The Breakthrough Quarter-Life, propõe que para encontrar um trabalho significativo é preciso fazer perguntas complexas, ao invés de se contentar com respostas fáceis. Vamos aceitar a idéia de que muito poucas pessoas têm apenas um propósito, uma verdade, ou um chamado. Nosso propósito muda ao longo da vida, enquanto experienciamos diferentes empregos, viajamos para novos lugares, conhecemos novas pessoas, e envelhecemos. Ao longo dos últimos 30 anos, eu tive vários “chamados”, desde fazer o Big Bird no Sesame Street, até me tornar um escritor esportivo e produtor de filmes,e o mais interessante é que atualmente não estou fazendo nenhuma dessas coisas.

Cada um de nós tem que definir o que é significado para gente e aceitar que nossa definição pode mudar ao longo do tempo. Em seu livro Man’s Search for Meaning, Vitor Frankl conta sua experiência de busca por significado durante seu tempo em um campo de concentração nazista, no qual ele perdeu sua esposa grávida e maior parte de sua família. Frankl escreveu: “Ser humano sempre aponta para algo ou alguém, que não seja a si mesmo, seja isso um sentido para encontrar ou um outro ser humano para servir. Quanto mais se esquece de si mesmo, doando-se para uma causa ou para o encontro com outra pessoa mais humano ele se torna”.

Pensado a partir deste ideal, meu livro discute cinco componentes essenciais de um trabalho significativo: um trabalho significativo reflete quem você é e quais são seus interesses, permite que você compartilhe seus dons para ajudar os outros, e é financeiramente viável dado o seu estilo de vida desejado.

Qualquer tipo de trabalho pode ser significativo: o desafio é descobrir o que em particular faz você se sentir vivo. Aqui estão algumas perguntas que podem ajudar você a encontrar o trabalho que é pessoalmente gratificante e faz uma diferença positiva no mundo.

  1. O trabalho significativo reflete quem você é. Então, quem é você? O que você gosta sobre si mesmo? O que faz de você estranho? (Ser estranho é bom.) Que imagem você quer passar todos os dias? Quando foi a última vez que você estava realmente feliz? Quando foi a última vez que você ficou muito triste?

tumblr_mx961lMUFD1rshjbio1_500

  1. O trabalho significativo reflete seus interesses. O que você gosta? Que injustiça te deixa enfurecido? Por quais questões sociais você se interessa? O que já te aconteceu que fez você mudar a maneira como enxerga o mundo? Que experiências pessoais de vida moldaram suas crenças? 

tumblr_mfwqubMNfv1qekhbno1_500

  1. O trabalho significativo te permite compartilhar seus dons. No que você é realmente bom? Quais são as suas habilidades e pontos fortes únicos, seus dons para o mundo? Qual dos seus talentos você mais gosta de utilizar? Em que áreas você gostaria de aprofundar seus conhecimentos? Com quais especialistas ou mentores você gostaria de conversar? Que pesquisa você precisa fazer?

giving-flowers-gif1

  1. O trabalho significativo lhe permite ajudar os outros. Que tipo de impacto você quer gerar? Que tipo de impacto você gerou em empregos anteriores? Você quer ter uma relação próxima com as pessoas que você está ajudando? 

tumblr_njmf2eRFGg1trzuz5o1_500

  1. O trabalho significativo é financeiramente viável dado o seu estilo de vida desejado. Quais são as suas despesas estimadas semanais e mensais? Qual é a sua qualidade de vida ideal? Quanto dinheiro você precisa para viver um estilo de vida que combina com você? Será que você tem um equilíbrio trabalho-vida saudável? Seu ambiente e colegas de trabalho carregam ou drenam suas energias? 

Good_job

Quando você começar sua busca por um trabalho significativo, busque por oportunidades nas quais você possa utilizar seus talentos em organizações que correspondam aos seus valores e que te dêem a oportunidade de gerar um impacto, e a qualidade de vida que você deseja. Em outras palavras, encontrar o ponto ideal no qual um maior número dessas peças se encaixe.

Montar todas essas peças muitas vezes exige tempo e paciência. Eu também não gosto de esperar, mas não há nenhuma fórmula mágica para se conquistar isso, ainda mais considerando o mercado de trabalho de hoje. Embora isso seja desafiador, encontrar um trabalho significativo não é impossível. Ao contrário de 70% dos norte-americanos, os millennials que pesquisei para o meu livro estão animados sobre como eles vivem seus dias e todos eles começaram a sua jornada com as perguntas certas.

Texto adaptado do livro Man’s Search for Meaningque possui um trailer de divulgação:


Ama: gente, mato, música e comida japonesa.

Inquieta de carteirinha, ama ajudar pessoas perdidas a encontrarem seus caminhos. Para se inspirar, lê todos os dias em sua poltrona favorita e anda de bicicleta pelas ruas da cidade cantarolando MPB.

Espalhe